› Home  › Notícias  › Notícia

Trânsito do Buritis sofre mudanças

BHTrans implanta cobrança do rotativo e modifica sinalização em cruzamentos perigosos da Mário Werneck

                O Buritis acaba de passar por importantes alterações em seu trânsito. Desde o fim do mês de novembro, para estacionar em determinados trechos da das avenidas Professor Mário Werneck e Engenheiro Carlos Goulart e na Rua José Rodrigues Pereira, é preciso colocar o talão do faixa azul. A outra mudança de impacto foi a instalação semafórica nos cruzamentos da Mário Werneck com as ruas Cônsul Walter/Célio de Andrade e Aluísio Rocha.   

Rotativo

                A implantação da cobrança do rotativo no Buritis acontece após muito estudo das autoridades responsáveis pelo setor, que chegaram à conclusão de que o sistema garantirá a multiplicidade de vagas e ainda irá aliviar o tráfego de veículos na área mais concentrada do bairro. De acordo com levantamento feito pela BHTrans, de 121 vagas, a região passou a oportunizar 630. Os primeiros a sentirem a mudança são os comerciantes. Antes reféns das vagas, agora celebram a possibilidade de oferecer uma vaga a seus clientes. Gerente da Loka Baby, Regilaine Coimbra enumera as dificuldades que encontrava devido à falta de vagas em frente à loja. Como seus clientes, normalmente mulheres grávidas, poderiam levar carrinhos de bebê e berço até o carro que estava distante? "Já chegaram a dizer que desistiram de comprar na loja em razão da falta de vagas. A implantação do rotativo vai melhorar demais o comércio aqui da região".

            Funcionária na Divino Grão, Thalita dos Santos diz que logo no primeiro dia de implantação do rotativo já sentiu uma diferença no movimento da loja. De acordo com ela, antes os clientes tinham de ir a pé ou, infelizmente, acabavam optando por não fazer a compra. "Mudou muito. Já ouvi vários dizerem, "que maravilha consegui estacionar aqui", isto pra gente é fundamental". Marcos Santos, vendedor da Multicoisas, também ressalta como faixa azul foi bom para a loja e os clientes. "Muitas vezes, o cliente queria parar só para fazer uma compra rápida e não conseguia. Ele ficava sem o produto e a gente sem a venda. Agora todos estão satisfeitos".

            A relações públicas Amanda Cerqueira não ficou satisfeita em ver mais uma cobrança sendo feita pelo poder público. Contudo, comprovou que o rotativo democratiza, de fato, as vagas de estacionamento. Por diversas ocasiões optou por fazer compras em shoppings e supermercados por estes estabelecimentos oferecerem estacionamento. "Hoje cheguei e parei. Foi muito bom. O rotativo é uma boa, outras cobranças que deveriam ser reavaliadas".

            Liliam Viana desaprovou a implantação do rotativo, porém, o motivo não foi a cobrança. Ela não concordou com o tempo limite determinado em alguns trechos, como por exemplo de 01 hora na Mário Werneck entre Engenheiro Carlos Goulart e José Rodrigues Pereira. "Hoje fiz uma compra rápida, foi legal, mas uma hora é muito pouco para outras situações. Acredito que este tempo deveria ser reavaliado pela BHTrans"

            Assim como em outros bairros da capital, a chegada do faixa azul não agradou a todos, entretanto, quem lida na área já há alguns anos tem a certeza de que o tempo irá mostrar as vantagens trazidas pelo sistema. Diretor de Sistema Viário da BHTrans, José Carlos Ladeira explica que a conclusão de que o rotativo necessita ser implantado em um determinado local surge após observar a enorme presença de filas duplas e a dificuldade em estacionar. Estas situações são uma prova de que tem gente ficando tempo demais em lugares que necessitavam de um rodízio maior de veículos. "No início sempre há muitas críticas, mas depois batem palma. Na Silva Lobo, por exemplo, antes não havia lugar para estacionar. Hoje tem vaga sobrando".

Arrecadação

            Por estar no início, a BHTrans ainda não fez um levantamento de quanto a Prefeitura irá arrecadar em média com a cobrança no Buritis. José Carlos não esconde que este é um dos objetivos do sistema, entretanto, garante que a mobilidade no trânsito é o principal objetivo. "A multa para quem não coloca o rotativo está hoje em R$193. A Prefeitura não quer um centavo com multa. Não ter a notificação significa que o trânsito está fluindo e o talão está sendo comercializado".

            Em relação à reclamação de muitos motoristas, de que não conseguem encontrar o faixa azul para comprar e acabam tendo de adquirir na mão de flanelinhas por um valor muito acima do cobrado, o diretor informa que já é possível comprar o talão pela internet e recebê-lo em casa e que, a partir de 2018, será lançado um aplicativo, que irá facilitar todo o processo. 

            Apesar da nova sinalização, a BHTrans manteve boa parte do lado direito do trecho com a proibição de estacionar, para garantir a mobilidade do ônibus, os pontos de carga e descarga e ainda ampliou o estacionamento para motocicletas. Ainda segundo José Carlos, o rotativo é algo dinâmico e o dia-a-dia decidirá quais outros pontos ele pode ser implantado, ou mesmo se onde já existe se pode ser retirado.  "Muita coisa a gente ainda tem dúvida no que diz respeito a trânsito, mas se tem algo que tenho certeza é que o faixa azul só traz benefícios", afirma.

Confira como ficou definido cada ponto para a cobrança do rotativo na Mário Werneck:

Vagas 1 hora: de segunda à sexta-feira, das 8h às 18h, e sábados, das 8h às 13h, exceto feriados,

- Av. Professor Mário Werneck entre Av. Engenheiro Carlos Goulart e Rua José Rodrigues Pereira

São 20 novas vagas físicas que geram 200 oportunidades de vagas rotativas

Vagas 2 horas: de segunda à sexta-feira, das 8h às 18h, e sábados, das 8h às 13h, exceto feriados 

- Av. Professor Mário Werneck entre Rua Vitório Magnavacca e Rua Engenheiro Alberto Pontes;

- Av. Professor Mário Werneck entre Rua Engenheiro Alberto Pontes e Rua Professora Bartira Mourão;

- Av. Professor Mário Werneck entre Rua Professora Bartira Mourão e Rua Ernani Agrícola;

- Av. Professor Mário Werneck entre Rua Ernani Agrícola e Rua Sílvio de Oliveira Martins;

- Rua José Rodrigues Pereira entre Av. Professor Mário Werneck e Av. Engenheiro Carlos Goulart;

- Av. Engenheiro Carlos Goulart entre Rua José Rodrigues Pereira e Av. Professor Mário Werneck;

São 76 novas vagas físicas que geram 380 oportunidades de vagas rotativas

Vagas 5 horas: de segunda à sexta-feira, das 8h às 18h, exceto feriados 

- Av. Professor Mário Werneck entre Rua Senador Lima Guimarães e Av. Engenheiro Carlos Goulart;

São 25 novas vagas físicas que geram 50 oportunidades de vagas rotativas

Nova sinalização

            A Mário Werneck entrou mesmo no radar da BHTrans. Após obras de recapeamento e implantação do rotativo, a avenida também passou por importantes mudanças no tráfego. Os cruzamentos com Rua Cônsul Walter/Célio de Andrade e Aluísio Rocha, considerados os mais complicados de toda a via, receberam sinalização semafórica. Segundo Ladeira, este foi um pedido feito pelos moradores e que a BHTrans pôde concretizar. "O sinal organizou o trânsito, irá evitar acidentes e o principal, dará oportunidade ao pedestre".

            Morador na Rua Professor Miguel de Souza, Vítor Pimenta aprovou quase todas as mudanças. Para ele, era preciso tomar uma atitude, especialmente em favor do pedestre, que para atravessar a avenida tinha que se arriscar entre os carros. Vítor só não concordou com a proibição de ao sair da Rua Célio de Andrade não poder cruzar a Mário Werneck. "Quem mora do outro lado da avenida vai ficar isolado. Para fazer o retorno terá de dar uma grande volta. Acredito que muitos moradores irão desistir de ir até o Supernosso ou ao Parque Aggeo Pio Sobrinho, por exemplo, sabendo que terá de dar esta grande volta".

Veja as mudanças:

Cônsul Walter/Célio de Andrade

Mário Werneck sentido Centro/bairro - permitido entrar na Cônsul Walter

Cônsul Walter - permissão para as duas vias da Mário Werneck e Célio de Andrade

Mário Werneck sentido bairro/Centro - permitido entrar na Célio de Andrade

Célio de Andrade - permitido somente na Mário Werneck sentido bairro/Centro

Aluísio Rocha

Aluísio Rocha - permissão para as duas vias da Mário Werneck

Mário Werneck - não há permissão para entrar na Aluísio Rocha

Vale ressaltar que não é mais permitido fazer o retorno na Mário Werneck em ambos os cruzamentos

 
 

Rua Cristiano Moreira Sales, 150, Sala 810, Bairro Estoril - Belo Horizonte - Minas Gerais. CEP: 30.494-360. Telefones: (31) 2127-2428 / (31) 99128-6880